Caldas Furtado concedeu aumento de 18% sobre o salário da esposa, que segundo a denúncia, é funcionária fantasma da Corte.

Caldas Furtado é acusado de beneficiar a esposa no Tribunal de Contas…

Ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), o Conselheiro José de Ribamar Caldas Furtado foi denunciado na Superintendência Regional da Polícia Federal em São Luís.

A denúncia foi formulado à PF no último dia 08 deste mês, no mesmo dia o documento também foi protocolado no TCE para que o atual presidente da Corte, Raimundo Nonato Lago, tome as providências.

Consta no processo 5523/2019 que Aline Sampaio Costa Furtado, esposa do conselheiro Caldas, recebe sem trabalhar no Tribunal, é portanto, o que se chama de funcionária “fantasma”.

Embora efetiva no TCE, a esposa do Conselheiro não comparece ao trabalho, mas recebe seus vencimentos regularmente.

Agora sob o conhecimento da Polícia federal, Aline recebe todo mês R$ 19.442,51 sob a alegação que ocupa um cargo de assessora no gabinete de outro Conselheiro, Álvaro César França Ferreira.

Pelo que consta na denúncia, a esposa de Caldas Furtado passou a receber 18% de aumento em seu salário no período que o marido presidiu o TCE-MA, o que representa R$ 2.906,81 de acréscimo ao mês.

Aline, esposa do conselheiro Caldas, recebe, mas não ‘bate ponto’ no TCE…

Isto é, de R$ 16.535,70 para R$ 19.442,51.

A acusação aponta para crime de apropriação indébita, peculato e abandono de função.

Pede a exoneração da servidora além do afastamento temporário do marido, conselheiro Caldas Furtado, pois este, pode atrapalhar a apuração dos fatos constantes na denúncia.

Confira AQUI a denúncia contra Caldas Furtado.

Alcionildo ladeado por apoiadores em Bom Jardim…

O empresário e conhecido agiota Alcionildo Sales Rios Matos está decidido ser candidato a prefeito do município de Bom Jardim. Na páscoa, ultimo domingo (21), ele realizou um ato político no Clube Parque do Forró e lançou seu nome como pré-candidato ao executivo municipal. O evento teve presença de populares, vereadores e várias lideranças.

Alcionildo Matos é ex-presidente da Câmara [2001 a 2004], filho do ex-prefeito Adroaldo Matos [assassinado a tiros em sua própria casa, em abril de 1987] e sobrinho do ex-prefeito Manoel Gralhada. Ele ainda é primo e ex-marido da ex-prefeita Malrinete Gralhado; também já disputou a prefeitura bonjardiense em 2008, quando não obteve êxito.

O agiota é dono da Construtora Sales Soares Ltda, em sociedade com José Ribamar Alves. É ainda, proprietário da empresa Empreendimento Bomjardiense Ltda. Por meio dessas duas empresas, Alcionildo possui inúmeros contratos vigentes com prefeituras maranhenses, muitos desses sob sérias suspeitas de irregularidades e direcionamentos.

Alcionildo Matos e suas empresas aparecem na prestação de contas da ex-deputada Luana Alves, relativo às eleições de 2018, como doadores de R$ 140 mil à ex-parlamentar que saiu derrotada das urnas; ela é esposa do ex-prefeito de Santa Inês, José de Ribamar Costa Alves.

– Aliado de Beto

Alcionildo Matos é fiel escudeiro de Beto Rocha…

O agora pré-candidato a prefeito é aliado de Humberto Dantas dos Santos, conhecido como ‘Beto Rocha’ ex-namorado da ex-prefeita ‘ostentação’, Lidiane Leite, acusada de desvios de verba pública no município de Bom Jardim.

Em 2012, Beto era candidato a prefeito em Bom Jardim, mas por estar enquadrado na Lei da Ficha Limpa teve a candidatura impugnada. Na época, sua namorada Lidiane Leite, de 22 anos, assumiu o lugar do namorado e foi eleita.

Agora, Beto Rocha está convicto que elegerá Alcionildo – seu fiel escudeiro – prefeito de Bom Jardim.

– Prisão

Alcionildo foi preso em fevereiro de 2012, no Posto São Francisco, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), nas proximidades do Município de Itapecuru Mirim.

Contra ele tinha  um mandado de prisão decretado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão, em que é acusado de furto qualificado, e por não ter comparecido para uma audiência marcada pela Comarca de Bom Jardim.

No momento da prisão, o ex vereador conduzia uma caminhonete Hillux, placa NVT-2944, do estado de Goiás. Uma denúncia anônima possibilitou a prisão. A polícia verificou que a caminhonete era produto de roubo.

Diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Alexandre Graziani Júnior.

O diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Alexandre Graziani Júnior, preferiu o silêncio ao ser questionado sobre as garantias feitas pelo general Carlos Alberto dos Santos Cruz, ministro da Secretaria de Governo, de fortalecer a comunicação pública do país. Durante a audiência pública realizada pela Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (23), Graziani se esquivou dos questionamentos feitos pelos parlamentares sobre os reais interesses do Governo Bolsonaro no possível desmonte dos canais vinculados à EBC.

Signatário de uma proposta que pretende sustar os efeitos da Portaria que estabelece a fusão da TV Brasil e da emissora estatal NBR em um único canal, o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB-MA) relembrou compromissos firmados por Santos Cruz durante a passagem pela sucursal maranhense da empresa e chamou de “malandra” a decisão do atual diretor da EBC.

“Não há como aceitar como normal esta malandragem de incorporar uma TV Pública a uma TV estatal para fazer o papel tão somente de TV estatal”, disse.

Indicando a ilegalidade da medida, Márcio Jerry lembrou que a ordem fere o artigo 223 da Constituição Federal ao ignorar a regra de que cabe apenas ao Poder Executivo legislar sobre os sistemas privado, público e estatal dos veículos de comunicação.

“Peço que o senhor leve aos seus pares, ao Governo, o quanto esta portaria contraria algo elementar, que é o fato de que precisamos respeitar o princípio constitucional de complementariedade dos sistemas”, reforçou, citando que “uma página de desconstrução da comunicação democrática” está se instalando no país.

Buscando exemplos de casos bem-sucedidos na comunicação pública, Márcio Jerry (PCdoB-MA) citou a Rádio Timbira AM do Maranhão como referência de cidadania e de utilização do alcance para garantir o acesso da população a informações.

Durante o encontro, a ex-presidente da EBC, Tereza Cruvinel, afirmou que a rede de comunicação está sucumbindo aos atos de desestruturação da democracia que vem ocorrendo no Brasil. Ela lamentou que o atual diretor tenha feito uma exposição que passou “ao largo do motivo que culminou na realização da audiência, que foi a “criação de um ‘Frankenstein’, uma coisa híbrida, que viola frontalmente a Constituição”, criticou.

Para Tereza, que foi a primeira presidente da instituição, a atual situação da Empresa Brasil de Comunicação tem uma íntima relação com o enfraquecimento das instituições democráticas brasileiras e que a comunicação pública só pode existir, como atributo, nas democracias mais avançadas.

Diferentes testemunhos, ao longo do evento, explicitaram casos de censura imposta aos colaboradores da empresa e o “clima de terror” criado atualmente nas redações da organização. Segundo Gésio Passos, Coordenador do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal (SJDF), o fechamento da EBC tem sido anunciado como um discurso oficial e é patente a coação feita à atuação dos profissionais da EBC.

A Portaria nº 216, assinada no último dia 9 de abril pelo atual diretor-presidente da EBC, Alexandre Graziani Júnior, estabelece que a programação das duas emissoras deverão ser unificadas, passando a ser veiculadas em um único canal.

Apresentado pelos deputados Márcio Jerry (PCdoB-MA), Luiza Erundina (PSOL-SP) e Margarida Salomão (PT-MG), o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) nº 11/2019 baseia-se no capítulo sobre Comunicação Social da Constituição Brasileira para impedir o que classifica como tentativa de “desmonte da comunicação pública no país” e a censura a colaboradores da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

O projeto foi protocolado junto à mesa diretora da Câmara, que decidirá sobre a inclusão da pauta na apreciação da proposta na Ordem do Dia da Casa Legislativa.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um grupo de moradores do município de Pio XII carregando de forma improvisada uma paciente até um hospital da cidade. De acordo com as informações repassadas ao Blog do Domingos Costa, o fato que revela o descaso administrativo da gestão do prefeito Carlos do Biné, aconteceu no Povoado Brejinho, nesta segunda-feira (22).

É possível ouvir a revolta de um morador que filma outros homens carregando a paciente em uma rede, prática essa da década passada que voltou a se tornar muito comum no município nos últimos dois anos.

No vídeo o senhor narra, xinga e insulta o prefeito, ao tempo que relata o sofrimento da senhora doente, que por falta de estrada em condições de tráfego e de uma ambulância é transportada quase que de forma medieval.

“Gente doente na rede, a estrada do município de Pio XII nunca ficou assim pra carregar gente doente na rede. Tá ai como vocês estão vendo, carregando gente doente na rede, como nunca ficou assim, pra vocês “ve”, é obra de prefeito Carlos do Biné. Vagabundo! A estrada nunca ficou assim, pelo menos passava carro”, (sic) diz o morador revoltado.

 

José Luiz de Almeida mandou soltar Glaucio e votou pela soltura de Bolinha…

Nesta terça-feira, 23 de abril, completa sete anos do assassinato do jornalista e blogueiro Décio Sá, ocorrido no ano de 2012 em um restaurante na Avenida Litorânea, em São Luís.

Os dois principais acusados pelo planejamento da execução de Décio até que foram presos [em  13 de junho de 2012], no entanto, estão fora da cadeia graças ao desembargador José Luiz Almeida.

Em dezembro de 2017, o Magistrado do Tribunal de Justiça do Maranhão, concedeu habeas corpus em caráter liminar em favor de Gláucio Alencar Pontes Carvalho, tido como o mandante da morte do jornalista.

Dez dias após a decisão José Luiz Almeida, a 2ª Câmara Criminal do TJ-MA mandou soltar José Raimundo Sales Chaves Júnior, o Júnior Bolinha, outro acusado de ser um dos mandantes da execução do blogueiro.

O relator do caso foi de novo ele, o desembargador José Luiz de Almeida, que teve o voto acompanhado pelos desembargadores José Bernardo Rodrigues e Guerreiro Júnior.

Glaucio e Júnior Bolinha nunca foram julgados pela morte de Décio, enquanto isso, o judiciário maranhense silencia sobre o caso…

Corpo do vereador João Pereira Serra (PSD) foi encontrado em sua caminhonete em Santa Luzia do Paruá.

O vereador da cidade de Maranhãozinho, João Pereira Serra (PSD), também conhecido como “Jango”, foi executado a tiros no início da manhã desta terça-feira (23), no município de Santa Luzia do Paruá, a 370 km de São Luís. Ele tinha 46 anos.

Segundo a polícia, o vereador foi executado por dois homens, que ainda não foram identificados, por volta das 6h, quando saía da fazenda do pai dele em sua caminhonete por uma estrada de terra rumo à BR-316, situada na zona rural de Santa Luzia do Paruá.

De acordo com a polícia, o vereador do PSD foi atacado pelos suspeitos que dispararam vários tiros de revólver calibre 38 e também de escopeta. Após o crime, os assassinos de João Pereira Serra fugiram em direção a uma área de mato na região da cidade de Santa Luzia do Paruá e ainda não foram capturados pelos policiais.

O parlamentar é aliado do ex-prefeito da cidade, hoje deputado federal Josimar de Maranhãozinho.

Flávio Dino empossa coronel Ismael como novo comandante da Polícia Militar do Maranhão.

O governador Flávio Dino empossou, nesta segunda-feira (22), o Coronel Ismael de Sousa Fonseca, que ocupava o comando do Centro Tático Aéreo (CTA), desde 2015. Coronel Ismael assume a corporação na vaga que era ocupada pelo coronel Jorge Luongo, desde março de 2018.

Na solenidade de transmissão do cargo, realizada no Comando Geral da PMMA, o governador Flávio Dino explicou que, apesar da troca, a intenção é seguir o excelente trabalho que o comando da polícia militar vem realizando desde 2015, o que resulta em significativas quedas no número de ocorrências criminais e melhorias na Segurança Pública do Maranhão.

O governador anunciou a criação da Diretoria de Operação Integradas na Segurança pública para Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros possam atuar de forma mais integrada. E justamente para comandar esta diretoria está sendo deslocado o ex-comandante da PM, Coronel Luongo. “Por isso, com a vaga no comando, colocamos o Coronel mais antigo da Polícia do Maranhão, o Coronel Ismael, que já mostrou suas qualidades e tenho certeza que vai dar continuidade a este grande objetivo que é ano a ano diminuir a criminalidade”, afirmou Dino.

Prefeita contratou cerca de 300 sem concurso público…

O prefeito de Primeira Cruz, George Luiz (PRB), e o de São João do Caru, Francisco  Vieira Alves, o Chichico (PTC), foram cassados recentemente por contratações irregulares de funcionários públicos municipais.

O primeiro teve o afastamento determinado pela Câmara de Vereadores e confirmado pelo TJ-MA sob a acusação de contratar dezenas de servidores para atuarem na Secretaria Municipal de Educação durante seis meses.

O segundo cassado pela justiça de primeira instância por contratar funcionários para a prefeitura sem realizar concurso público e também utilizou-se deses servidores do Município em benefício próprio.

Situação idêntica às que ocorreram em Primeira Cruz e São João do Caru vêm acontecendo no município de Cajari.

A prefeita Camyla Jansen (PDSB) debocha do Ministério Público e da Justiça ao tempo que contrata sem concurso público algo em torno de 300 funcionários para cargos na prefeitura.

Entre os contratados estão aliados, cabos eleitorais e familiares da gestora. Tudo nas barbas do MP-MA, que nada faz!

Verdade seja dita, em Cajari, o Ministério Público é, ou se faz, “de mudo, cego e surdo”, a explicação para essa atitude inoperante do MP é um mistério sem fim…

O presidente do DEM-MA mostrou otimismo em relação ao desempenho do partidos nas próximas eleições. Para o deputado Juscelino Filho, a chegada de mais forças políticas proporcionará um resultado positivo nas urnas em 2020.

O presidente estadual do Democratas no Maranhão, deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA) confirmou a data da Convenção Estadual 2019 do partido para esta sexta-feira (26). O evento será realizado a partir das 9h no Auditório Terezinha Jansen, no Multicenter Sebrae, e contará com a presença do presidente nacional do DEM, ACM Neto, e de outras importantes lideranças políticas da legenda no Estado.

A expectativa pela convenção deste ano é grande. Sob o comando de Juscelino Filho, o DEM-MA tem crescido e se fortalecido no cenário político estadual. Prova disso é que a convenção deste ano reserva filiações de importantes lideranças visando a disputa das eleições de 2020. O objetivo do Democratas é possuir candidaturas a prefeitos em quase todos os municípios.

Já foram R$ 5 milhões para “estradas vicinais” e R$ 10 milhões para “água”…

Chama atenção a facilidade que a prefeita de Zé Doca, Josinha Cunha (PR), encontra para conseguir grande qualidade de recursos públicos nos órgãos do governo federal no Maranhão.

Na semana passada a irmã do “Moral da BR”, apelido de Josimar, foi até a superintendência regional do INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), assinar mais um convênio no valor de R$ 5 milhões, com finalidade de recuperação de estradas vicinais.

Na tarde do último dia do ano passado, 31 dezembro de 2018, a prefeita acompanhada do seu irmão, o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PR), esteve na sede da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba) assinando um convênio de R$ 10 milhões de reais com o “objetivo de implantação de sistemas de abastecimento de água no município”.

Portanto, já são 15 milhões de reais destinados para a irmã de Josimar de Maranhãozinho em menos de quatro meses.

O que estariam por trás de toda essa facilidade em conseguir recursos públicos?

1 2 3 1.065

Siga-me no Facebook

Contatos


Email: domingos.costa@hotmail.com
WhatsApp: (98) 98807-7894
Celular: (98) 98160-1081

RÁDIO TIMBIRA

https://www.ma.gov.br/wp-content/uploads/2018/07/Timbira-Banner-player-2018.gif?w=700

Publicidade